Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2017

 
 
CARNAVAL 2017: Em carta aberta, RNP+Brasil, Movimento das Cidadãs Posithivas e Rede de Jovens com HIV criticam campanha governamental de prevençãoCARNAVAL 2017: Em carta aberta, RNP+Brasil, Movimento das Cidadãs Posithivas e Rede de Jovens com HIV criticam campanha governamental de prevenção

23/02/2017 - 11H50

Em uma carta aberta à sociedade brasileira, a Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV e Aids (RNP+), o Movimento Nacional das Cidadãs PositHIVas (MNCP) e a Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV/Aids (RNAJVHA) manifestaram o descontentamento com a campanha de prevenção do HIV para o Carnaval, lançada pelo Ministério da Saúde na terça-feira (21), em Salvador.  No documento, emitido nessa quarta-feira (22), os militantes dizem que o vídeo da campanha estigmatiza as pessoas vivendo com HIV e aids no Brasil. Confira o documento a seguir:

+ Continue lendo

  •    CARNAVAL 2017: Anaids repudia campanha de prevenção ao HIV/aids do Ministério da Saúde
  • CARNAVAL 2017: Roseli Tardelli fala da importância da prevenção, na Globonews
  • Portadora de HIV acusa cirurgiã plástica de Brasília de maus-tratos e discriminação

ARTIGO

 Sem pecado, sem juízo. Mas com camisinha
Sem pecado, sem juízo. Mas com camisinha

Por Maria Lucia Neves Biancalana*

 No Carnaval, o que todo mundo quer é aproveitar ao máximo e esquecer, pelo menos por alguns dias, os problemas e as responsabilidades cotidianas. Porém, a euforia e a liberalidade da época fazem com que, em minutos, você e o desconhecido (ou desconhecida) ao seu lado tenham a certeza de que são velhos amigos, por isso, decidem cair na folia “sem pecado e sem juízo” e, pior, sem usar camisinha.

 O problema é que quem faz sexo sem proteção no Carnaval tende a ter esse comportamento ao longo do ano e isso só contribui para que novos casos de infecção pelo vírus HIV no Brasil continuem aparecendo. Segundo as estimativas mais recentes do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids), em 2015,  devem ter ocorrido 44 mil novos casos de infecção pelo vírus  no Brasil.

Dados da Pesquisa de Conhecimentos, Atitudes e Práticas na População Brasileira (PCAP), que investiga os hábitos da população relacionados com a infecção pelo HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), mostram que apesar da maioria dos brasileiros (94%) saber que a camisinha é melhor forma de prevenção contra as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e aids, 45% da população sexualmente ativa não usou preservativo nas relações sexuais casuais nos últimos 12 meses.

Por Maria Lucia Neves Biancalana*

 No Carnaval, o que todo mundo quer é aproveitar ao máximo e esquecer, pelo menos por alguns dias, os problemas e as responsabilidades cotidianas. Porém, a euforia e a liberalidade da época fazem com que, em minutos, você e o desconhecido (ou desconhecida) ao seu lado tenham a certeza de que são velhos amigos, por isso, decidem cair na folia “sem pecado e sem juízo...

Sobre o autor: *Maria Lúcia Neves Biancalana é médica infectologista, gerente médica da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo


+ Continue lendo

VÍDEOS

Campanha de prevenção à aids no Carnaval 2017


Outros Vídeos

EVENTOS

11º Congresso da Sociedade Brasileira de DST e 7º Congresso Brasileiro de Aids

Estão abertas as inscrições para o 11º Congresso da Sociedade Brasileira de DST e o 7º Congresso Brasileiro de Aids. O evento ocorrerá nos 12 e 13 de julho, no Rio de Janeiro. O congresso recebe trabalhos com ...


+ Continue lendo