12:24 | Terça-feira, 16 de Setembro de 2014


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

INÍCIO NOTÍCIAS ARTIGOS EVENTOS PALESTRAS/CONTATO ONGs/SERVIÇOS BIBLIOTECA DICIONÁRIO FIQUE POR DENTRO CADASTRE-SE QUEM SOMOS
Dia Mundial do Preservativo Feminino: Especialistas defendem mais informação e distribuição de camisinhas para mulheres
 

15/09/2014 - 20h
Em 2011, algumas organizações internacionais de diversos países decidiram que o preservativo feminino deveria ter um dia seu e, assim, 16 de setembro foi escolhido Dia Mundial do Preservativo Feminino. “É uma data importante para reforçar o uso desse insumo como mais uma possibilidade de prevenir as DST/aids e a gravidez indesejada ”, diz Marta McBritton, fundadora e diretora da ONG Instituto Barong, que atua nas áreas de educação e prevenção.


+ Continue Lendo







Mais notícias

Dia Mundial do Preservativo Feminino: Especialistas defendem mais informação e distribuição de camisinhas para mulheres

Abertas as inscrições para a 14ª Expoepi, avisa Ministério da Saúde

Teste por fluido oral para detectar HIV chega ao Porto de Santos

Depois de polêmicas, noivas lésbicas oficializam união sob aplausos em casamento coletivo no Rio Grande do Sul

Médico conta em livro sua experiência de 15 anos no SUS

+ LEIA TODAS // CADASTRE-SE E RECEBA NOTÍCIAS


BUSCAR 
APOIO






Videos/Entrevistas
Trio Solidário na Parada Gay 2014
EVENTO
2º Seminário Nacional sobre Vacinas e novas Tecnologias de Prevenção do HIV

São Paulo recebe no dias 11,12 e 13 de setembro o 2º Seminário Nacional Sobre Vacinas e Novas Tecnologias de Prevenção para HIV/aids. O evento tem por objetivo atualizar o movimento social de todo o Brasil sobre o que está acontecendo no campo das pesquisas de vacinas anti-HIV, da prevenção biomédica para o HIV, tendo como focos principais a PEP, PrEP, tratamento como prevenção e outras formas de prevenção. Mais informações em http://www.giv.org.br/seminario/index.html.

+ Continue Lendo

ARTIGO
O olhar da Conferência Internacional de Aids sobre os gays


*Por Léo Mendes


A 20 ª Conferência Internacional de Aids, realizada de 20 a 25 de julho, em Melbourne, Austrália, trouxe o debate sobre a necessidade de voltarmos os olhares para a população- chave da doença : gays e outros homens que fazem sexo com homens (HSH), trans, usuários de drogas injetáveis e prostitutas. Como representante da Articulação Brasileira de Gays –ARTGAY, observei as diversas críticas às ações de prevenção do HIV, apenas com a preocupação de que as tendências, como a juvenização, a feminilização, a pauperização e a interiorização, não dão conta de solucionar o problema.

No Brasil, há 13 anos, vivemos a descentralização dos recursos da aids para estados e municípios. Constatamos que, apesar de mais de 50% dos casos estarem concentrados na população- chave, há mais de três décadas, secretarias de saúde só deram conta de prevenir a transmissão vertical.

A população de 20 milhões de gays no Brasil ficou , nesta última década , refém da homofobia institucional de várias coordenações municipais e estaduais de aids, que jogam a culpa na burocracia do estado pelo não investimento em prevenção para HSH. As poucas ações realizadas priorizaram apenas a faixa etária dos gays mais jovens. Apesar de todos os dados de 30 anos anunciarem que todas as faixas etárias de gays têm 19 vezes mais risco de se infectarem pelo HIV do que a população em geral, poucas medidas têm sido anunciadas para elas.



Autor: Léo Mendes é presidente da Articulação Brasileira de Gays – ARTGAY


+ Continue Lendo

Apoio Institucional

 
AV. PAULISTA, 2073 • HORSA 1 • 8º ANDAR • CJ 822
CEP 01311-300 • CERQUEIRA CÉSAR • SÃO PAULO • SP
TEL. 055 11 3287.6933 / 3266.2107
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS • AGÊNCIA DE NOTÍCIAS DA AIDS • 2010