Os Jogos Olímpicos no Japão serão realizados sem espectadores devido ao aumento dos casos de coronavírus. A ministra das Olimpíadas, Tamayo Marukawa, fez o anúncio no começo de julho, após discussões com autoridades e organizadores.

Um estado de emergência em Tóquio estará em vigor durante os Jogos, para combater o coronavírus. O primeiro-ministro, Yoshihide Suga, disse a repórteres que o estado emergencial funcionará até 22 de agosto.

As infecções por coronavírus estão aumentando em Tóquio, à medida que a cerimônia de abertura de 23 de julho se aproxima. Tem havido ampla oposição aos Jogos no Japão, com apelos para que eles sejam adiados ou cancelados.

“Levando em consideração o efeito das variantes do coronavírus e para não permitir que as infecções se espalhem novamente para o restante do país, precisamos fortalecer nossas contra-medidas”, disse o primeiro-ministro.

“Dada a situação, emitiremos um estado de emergência para Tóquio.”

A chefe dos Jogos de Tóquio 2020, Seiko Hashimoto, disse: “Precisamos emitir uma mensagem que seja forte e fácil de entender para prevenir a propagação [do vírus].”

O governador de Tóquio, Yuriko Koike, disse que realizar eventos olímpicos sem espectadores é “de partir o coração, considerando aqueles que querem comparecer e prestigiar o evento.”

Ainda não está claro se reembolsos serão disponibilizados para aquelas pessoas que já haviam comprado ingressos antecipadamente.

O estado de emergência foi anunciado após reunião entre o comitê organizador, o governo e o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, que acaba de chegar ao Japão.

Os Jogos Olímpicos estão programados para acontecer na capital japonesa entre 23 de julho e 8 de agosto. Os Jogos Paralímpicos acontecem entre 24 de agosto e 5 de setembro.

O que está acontecendo com a covid no Japão?

Uma nova onda de infecções começou em abril, mas no geral o país teve um número relativamente baixo de casos e um número de mortes de cerca de 14,9 mil.

A vacinação no Japão tem sido lenta e cerca de 15% das pessoas foram totalmente vacinadas. Há uma preocupação crescente com a ameaça da variante Delta.

Em Tóquio e Osaka, as duas cidades mais afetadas pelo aumento recente, as autoridades esperam que os maiores de 65 anos sejam totalmente vacinados até o final de julho.

A entrada de estrangeiros de 159 países no Japão está atualmente proibida.

Oposição

Há muita oposição aos Jogos, que já foram adiados por um ano por causa da covid-19 e sofreram contratempos, incluindo estouros de orçamento.

Uma pesquisa de junho no principal jornal do país, o Asahi Shimbun, sugeriu que mais de 80% da população queriam que os Jogos fossem cancelados ou adiados. O diário também pedia o cancelamento do evento esportivo.

Os planos de haver lugares públicos para torcedores assistirem aos Jogos foram cancelados. Empresas não definiram ainda se vão manter a publicidade relacionada às Olimpíadas.

Redação da Agência Aids com informações