Porto Alegre começou a integrar, a partir dessa quarta-feira (29), do projeto “A Hora é Agora”, que amplia a testagem do vírus HIV por meio de um autoteste oral ou por uma gota de sangue. É a quarta capital no país a fazer parte do programa, além de Curitiba, Campo Grande e Florianópolis.

Os interessados podem solicitar o kit de testagem e recebê-lo em casa, pelos correios, de forma gratuita. Também está disponível a opção de retirada em um armário digital com o uso de um código.

Em ambos as formas, o sigilo é garantido ao participante. A pessoa pode realizar a testagem em casa ou onde se sentir confortável.

“A estratégia garante o sigilo e a privacidade dos participantes, o que é muito importante para que a adesão seja maior”, afirmou no evento de lançamento o secretário Mauro Sparta.

Caso o resultado dê positivo, a pessoa é convidada a realizar o exame confirmatório no Centro de Saúde Murialdo (Avenida Bento Gonçalves, 3722, Partenon), de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h.

Se o reagente for positivo para o vírus HIV, o participante fará os exames necessários, incluindo de carga viral e contagem CD4 rápida, e pode iniciar o tratamento no mesmo dia. O paciente também será vinculado a uma unidade de saúde e receberá auxílio de um profissional do projeto.

No site do “A Hora é Agora”, existem informações sobre os testes, como realizá-los e como solicitar.

De acordo com o boletim epidemiológico HIV/Aids de 2020, do Ministério da Saúde, Porto Alegre é a capital com a maior taxa de detecção da doença no país (58,5 casos a cada 100 mil habitantes), representando um valor superior ao dobro da taxa do estado (9 casos a cada 100 mil habitantes) e 3,3 vezes maior que a taxa nacional (17,8 casos a cada 100 mil habitantes).

O Projeto

O projeto “A Hora é Agora” (AHA) foi lançado em dezembro de 2014, no município de Curitiba (Paraná), com o objetivo de responder a uma necessidade de ampliação do acesso à testagem e tratamento para populações-chave de homens que fazem sexo com homens (HSH) em que a epidemia do HIV estava crescendo.

A primeira fase do projeto em Curitiba visava ampliar o acesso à testagem, oferecendo testes rápidos de punção digital em: uma unidade móvel (trailer) posicionada em local estratégico (proximidade a zonas de sociabilidade) frequentados pelo público-alvo; uma ONG (Grupo Dignidade) de atendimento a lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBTQIA+); uma unidade de saúde pública – Centro de Orientação e Aconselhamento (COA) e incorporação da testagem do HIV no Consultório na Rua de Curitiba. Além disso, com o apoio do website www.ahoraeagora.org, a população foco do projeto (homens que fazem sexo com homens), podia receber o teste de fluido oral pelos Correios ou retirar na farmácia popular do Ministério da Saúde. O projeto objetivava, ainda, fortalecer a vinculação dos casos positivos para o HIV com os serviços de saúde de referência em Curitiba (linkagem), facilitando o acesso ao tratamento antirretroviral e garantindo o acompanhamento dos usuários, através do linkador. O linkador é um membro da equipe do projeto A Hora É Agora que auxilia os usuários com resultados reagentes para o HIV a fim de dar início ao tratamento em serviços de saúde pública da atenção primária. Os indivíduos que tiveram o resultado do autoteste reagente eram orientados a procurar o COA, para realização do teste confirmatório. Caso fosse confirmado ele era apresentado ao linkador, para acompanhamento, se fosse de seu interesse.

Em dezembro de 2018 iniciou-se em Curitiba (Paraná) a segunda fase do projeto, com o lançamento da Clínica e-COA, com o objetivo implantar e avaliar a detecção, prevenção e o tratamento oportuno do HIV e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) para homens gays, outros homens que fazem sexo com homens, mulheres trans e travestis na cidade de Curitiba. A clínica (www.clinicaecoa.org) possui uma abordagem integral para a testagem do HIV/aids e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis e a vinculação com a assistência para homens que fazem sexo com homens, podendo assim, impactar ainda mais no controle da epidemia de IST/HIV/aids em Curitiba, garantindo acesso à população em horários alternativos (das 17h às 22h).

Em setembro de 2019 o projeto foi ampliado para Campo Grande (Mato Grosso do Sul) e Florianópolis (Santa Catarina), com foco na distribuição do autoteste por meio dos Correios e armários digitais dispensadores, assim como o apoio ao Centro de Testagem e Aconselhamento de Campo Grande (CTA) e às Policlínicas Norte, Sul, Centro e Continente, de Florianópolis.

Neste mês, o “A Hora É Agora” foi lançado em Porto Alegre (Rio Grande do Sul) com apoio ao Centro de Saúde Murialdo. Os objetivos da segunda fase do “A Hora É Agora” nos quatro municípios são: prevenção e diagnóstico por meio de testagem regular para o HIV e outras IST, Profilaxia Pré-Exposição Sexual (PrEP), Profilaxia Pós-Exposição Sexual (PEP) notificação de parceiros (index testing); tratamento imediato do HIV, IST e infecções oportunistas com suporte de linkadores; e busca ativa de usuários em abandono de tratamento.

Serviço

Onde fazer o cadastro: no site https://www.ahoraeagora.org/
Onde retirar: pode-se receber o kit de testagem em casa, pelos Correios, ou retirar em armário digital no Shopping Total (Avenida Cristóvão Colombo, 545, no bairro Floresta), no térreo, próximo à Caixa Econômica Federal, todos os dias, das 10h às 22h
Onde ir em caso positivo: Centro de Saúde Murialdo (Avenida Bento Gonçalves, 3722, no bairro Partenon), de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h
Contato: (51) 3289-57407

Redação da Agência de Notícias da Aids com informações do G1