A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomendou dois novos remédios para tratar pessoas infectadas com a covid-19. A indicação da entidade é baseada em evidências de sete pesquisas que, ao todo, observaram mais de 4 mil pacientes com diferentes graus da doença.

As novas medicações são o baricitinibe, mais conhecido por ser utilizado em quadros de artrite reumatoide, e o anticorpo monoclonal sotrovimab.

O primeiro remédio é “fortemente recomendado” para pacientes com sintomas graves, especialmente os que precisam de suporte de oxigênio ou ventilação não invasiva. O baricitinibe tem aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para ser usado contra a covid-19 no Brasil.

O segundo, sotrovimab, é destinado para casos leves, mas nos quais há maior risco de hospitalização por outros fatores, como comorbidades. Segundo a farmacêutica britânica GSK, ele é eficaz contra a variante ômicron.

Em setembro, a Anvisa aprovou o sotrovimab com caráter de uso emergencial no Brasil. Porém ele pode ser aplicado apenas em hospitais e não é vendido em farmácias.

A OMS disse que a evidência científica dos estudos relacionados aos medicamentos dá “certeza moderada” de que eles aumentam as chances de sobrevivência e reduzem a necessidade de respiradores. Efeitos adversos não foram notados nos testes.

Fonte: UOL