Vinte e oito países das Américas deram as boas-vindas à chegada de cerca de três milhões de doses de vacinas contra a covid-19 por meio do mecanismo Covax desde 1º de março. No entanto, a diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Carissa F. Etienne, afirmou que os suprimentos ainda estão muito aquém da cobertura necessária para proteger os grupos vulneráveis.

Quarenta e nove países e territórios das Américas introduziram vacinas contra a covid-19 e administraram mais de 210 milhões de doses, de acordo com números da OPAS, incluindo doses do Covax e acordos bilaterais que os países fizeram individualmente com empresas farmacêuticas.

A meta do Covax para as Américas é fornecer vacinas suficientes para cobrir cerca de 100 milhões de pessoas até o fim de 2021, com todos os países recebendo vacinas suficientes para imunizar cerca de 20% de suas populações.

Em uma coletiva de imprensa recente, a diretora da OPAS disse que, “devido às limitações globais na fabricação de vacinas, tem sido difícil para nossa região obter acesso às vacinas de que precisamos para imunizar nossas populações. A produção de vacinas contra a covid-19 aprovadas precisa aumentar em todo o mundo, porque nenhum de nós estará seguro até que todos estejam seguros”.

“O progresso atual está longe de alcançar a cobertura necessária para proteger os grupos mais vulneráveis, cerca de 20% da população, e reduzir a alta mortalidade em nossa região”, acrescentou. A chefe da OPAS pediu que a imunização nas Américas, que têm a maior carga de casos e mortes, se torne uma prioridade global.

Os países começaram a receber as entregas do Covax em 1º de março, com o objetivo de garantir o acesso justo e equitativo aos 36 países participantes nas Américas. Isso inclui 26 países com autofinanciamento e 10 países apoiados por meio do mecanismo de Compromisso de Mercado Avançado Covax da Gavi.

O mecanismo Covax é um esforço global que envolve CEPI, Gavi, Unicef, OPAS e OMS para garantir o acesso equitativo à imunização contra a covid-19. A implementação das vacinas por meio do Covax, um marco histórico, aconteceu depois de meses de negociações e colaboração entre os ministérios da Saúde, a OPAS e outros parceiros. O Fundo Rotatório da OPAS, designado pelo mecanismo, tem trabalhado para adquirir vacinas em nome dos países das Américas.

No mundo, 674 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 foram administradas, incluindo cerca de 36 milhões de doses que o Covax despachou para 86 países participantes.

“Alcançar a igualdade das vacinas e distribuir o maior número possível para o maior número de pessoas possível é nosso objetivo atual”, disse a diretora da OPAS, observando que os imunizantes “ainda não são o principal método para retardar a transmissão da covid-19” e que “devemos manter e ajustar nossas medidas sociais e de saúde pública em todos os países”.

Fonte: ONU Brasil