Há 19 anos, a jornalista Roseli Tardelli fundava a primeira agência de notícias dedicada exclusivamente à aids no Brasil, a Agência de Notícias da Aids. E desde então, Roseli tem dito que “a Agência é refém de uma causa, não de um governo, de uma ONG, de uma empresa ou de qualquer interesse.” Nesta reportagem, convidamos você a assistir os depoimentos gravados por ativistas da luta contra aids e a favor dos direitos humanos de diferentes regiões do Brasil. Eles falam sobre o papel da Agência na disseminação da pauta aids na mídia. Também reconhecem este portal como fundamental quando o assunto é dar voz ao movimento social. Confira:

 Jadilson Silva Neto – Maranhão

Jadilson Silva Neto é ativista do movimento aids, enfermeiro, docente, palestrante e fundador da ONG Empoderarte. Ele nasceu em São Luís no Maranhão e descobriu que vivia com o vírus HIV aos 23 anos. A profissional da saúde que o recebeu disse que os medicamentos antirretrovirais iam deixá-lo prostrado, sem capacidade de estudar. Assustado e sem informação, ele ficou sem tomar o remédio por dois anos. Por isso, teve sarcoma (um tipo de câncer), ficou muito magro e em cadeira de rodas. O enfermeiro quis desistir da própria vida, mas a mãe o impediu. Tudo mudou quando ele encontrou a ONG Solevida, que tem quase 30 anos, cuja missão é mostrar que “existe vida após a soropositividade”. Jadilson melhorou e se tornou líder deste trabalho na ONG.

 Rodrigo Pinheiro – Ribeirão Preto/SP

Rodrigo Pinheiro é presidente do Foaesp (Fórum de ONGs/Aids do Estado de São Paulo), colegiado que reúne organizações com atuação no campo da aids, direitos humanos e saúde pública, e especialista em advocacy em políticas públicas de saúde. Já foi Conselheiro Nacional de Saúde, faz parte da Cofin e se define como corintiano de nascimento. Presença constante nas repercussões da Agência Aids, Rodrigo apelidou a nossa redação de Chiqueirinho da Notícia. Isso porque o jornalista Lucas Bonanno, que editou à Agência por alguns anos, e Roseli Tardelli são palmeirenses.

Keila Simpson – Bahia

Keila Simpson é presidenta da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA) e coordenadora do Centro de Promoção e Defesa dos Direitos LGBT da Bahia. É considera uma das principais ativistas do movimento de mulheres transexuais e travestis no Brasil. Foi condecorada com o Prêmio Direitos Humanos, recebido das mãos da então presidente Dilma Rousseff, em 2014.

Jeová Fragoso – Santos/ SP

Entusiasmado pela vida e santista, Jeová Pessin Fragoso coleciona mais de duas décadas na luta contra a hepatite C. É fundador e diretor-presidente da ONG Grupo Esperança, de apoio a portadores de Hepatites Virais da Baixada Santista. Além disso, é administrador de empresas de formação e, à frente do Grupo Esperança, recebeu diversos prêmios por sua atuação. Também é um ativista da causa das hepatites, envolvido em políticas públicas.

Leia também:

Agência Aids comemora 19 anos com Webinário sobre Comunicação e Aids

Agência Aids, 19 anos: Mais de 20 toneladas de alimentos foram arrecadadas e dezenas de ONGs contempladas com o Camarote Solidário

Agência Aids, 19 anos: Médicos falam sobre a importância do projeto no enfrentamento à pandemia

Agência Aids, 19 anos: As exposições itinerantes que levaram arte e informação de forma lúdica e criativa

Redação da Agência de Notícias da Aids