O secretário municipal da Saúde, Wilson Pollara, decidiu deixar o cargo após um ano e meio no comando da pasta. Em seu lugar, o prefeito Bruno Covas (PSDB), nomeou Edson Aparecido, presidente da Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo (Cohab).

Homem forte no governo do ex-prefeito João Doria (PSDB), Pollara pediu exoneração para coordenar o programa de Saúde da campanha eleitoral do tucano ao governo paulista. Médico gastroenterologista, Pollara já trabalhou como secretário-adjunto da Saúde do Estado de São Paulo no governo de Geraldo Alckmin (PSDB).

Como secretário municipal, Pollara conseguiu reduzir a fila para a realização de exames e consultas com o programa Corujão da Saúde. No entanto, a proposta de reestruturação da Saúde com o fechamento das AMAs (Assistência Médica Ambulatorial) não agradou a população e o Ministério Público Estadual interrompeu o programa.

Seu substituto, Edson Aparecido ocupou o cargo de secretário da Casa Civil durante a gestão do governador Alckmin por duas vezes.

Pollara foi o segundo secretário que deixou a prefeitura em menos de dez dias. Na semana passada, Jorge Damião deixou a secretária de Esportes e Lazer. O ex-vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de Araraquara, no interior de São Paulo, João Farias (PRB), assumiu a função.

As substituições fazem parte da mudança do primeiro escalão da Prefeitura no governo do tucano Bruno Covas.

Fonte: G1