Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

 
 
 


Prefeitura de São Paulo faz testes rápidos de sífilis em vários pontos da cidadePrefeitura de São Paulo faz testes rápidos de sífilis em vários pontos da cidade

14/10/2015 - 13h05

Todo terceiro sábado de outubro é Dia Nacional de Combate à Sífilis e este ano a data cai dia 17. Para chamar a atenção sobre o tema, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de São Paulo, está disponibilizando, desde o dia 13 (terça-feira), unidades móveis de aconselhamento e triagem que circularão, sempre das 10h às 16h. A ação vai até o dia 16 (sexta-feira) pelas regiões da cidade.

Segundo a SMS, a população poderá fazer o teste e, caso o resultado da triagem seja positivo, o paciente será encaminhado para uma unidade de referência para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento. A intenção é ampliar o acesso à testagem e tratar a infecção o mais rápido possível. A sífilis é uma DST (Doença Sexualmente Transmissível) que tem cura, mas, mesmo o tratamento correto, não deixa o paciente imune. Ele pode ser curado e contrair sífilis novamente, caso tenha relações sexuais desprotegidas com um infectado.

Também será lançada a campanha educativa "Transmita só boas coisas", voltada às gestantes e seus parceiros. Ela aborda a importância da realização da triagem durante o pré-natal, uma vez que a sífilis congênita, aquela transmitida de mãe para o bebê, pode acarretar inúmeros problemas de saúde à criança ou até levar ao aborto. Mamãe e parceiro devem se tratar. As unidades de Saúde receberão cartazes e material explicativo, além de vídeos na Rede São Paulo Saudável. Toda mulher grávida deve fazer pré-natal e realizar o exame para a doença, na primeira consulta e no terceiro trimestre da gestação.

Qualquer pessoa pode se testar, pois é feito um furinho no dedo, cujo sangue é submetido a um reagente. O resultado demora cerca de 20 minutos para ficar pronto. Em caso positivo, é necessário segundo exame realizado em uma UBS (Unidade Básica de Saúde). O tratamento depende da fase em que a doença estiver. “É importante destacar que qualquer UBS oferece testagem e tratamento para a sífilis – que pode ser uma dose única de medicação ou uma dose semanal durante três semanas”, explica Valdir Monteiro Pinto, médico do Programa Municipal de DST/Aids do município.

Valdir também comentou que, por ser um exame obrigatório dentro do protocolo, sempre que uma gestante é acompanhada por uma unidade de saúde durante o pré-natal é realizado o exame de sífilis. Em caso positivo, é importante que o parceiro também se teste e se trate, para que o bebê não nasça com sífilis congênita. “Infelizmente, ainda enfrentamos muita resistência dos parceiros das gestantes em realizar a testagem e o tratamento e esse cuidado é indispensável.”

Em 2012 a OMS (Organização Mundial da Saúde) publicou estimativa de um total de 489,9 milhões de casos novos de DST curáveis no mundo, na faixa etária de 15 a 49 anos, quase 80% deles em países em desenvolvimento.

Saiba mais sobre a sífilis

O desenvolvimento da sífilis tem três etapas: a primeira tem como principal sinal uma pequena ferida indolor no pênis, na vagina, no ânus ou na boca. Pode ser que ela desapareça, mesmo sem tratamento, mas a bactéria causadora da doença continua na corrente sanguínea. Se não for tratada corretamente após alguns meses, ela pode voltar a se manifestar em uma segunda fase, com manchas em varias partes do corpo, principalmente nas palmas das mãos e solas dos pés. Estes sintomas também desaparecem sem tratamento, porém, a doença continua avançando. E se ainda assim não for identificada e tratada, na última e terceira etapa, a Sífilis pode provocar cegueira, paralisia, doenças neurológicas e problemas no coração.

Serviço:
CR Penha – Pça Nossa Senhora da Penha, 55
Norte – 14/10 (4ª feira)
Parque Anhanguera – próximo à UBS Parque Anhanguera 
Rua Pieri Renoir, 100
Leste – 15/10 (5ª feira)
Mercadinho Portela – próximo à estação de trem Jardim Romano
Avenida Diogo da Costa Tavares, 9
Sul – 16/10 (6ª feira)
Praça Floriano Peixoto – Santo Amaro
Centro – 18/10 (domingo)
Largo do Arouche, s/nº

 

Dica de entrevista

Assessoria de Imprensa da Secretaria da Saúde
Tel.: (11) 3397-2370 / 3397-2372


 

Fonte : Secretaria Municipal de Saúde