Sábado, 18 de Novembro de 2017

 
 
 


Congresso de DST e HIV: Brasil participa de estudo internacional sobre novo medicamento contra supergonorreiaCongresso de DST e HIV: Brasil participa de estudo internacional sobre novo medicamento contra supergonorreia

12/07/2017 - 18h20

O Brasil vai participar de um estudo internacional na busca de um novo medicamento contra o gonococo, bactéria que causa a gonorreia. O acordo será firmado em breve, mas as primeiras discussões de parceria entre o Departamento de IST, Aids e Hepatites Virais, do Ministério da Saúde, e a DNDi aconteceram nesta semana, no 22º Congresso Mundial de Doenças Sexualmente Transmissíveis e HIV, no Rio de Janeiro. Recentemente, a OMS (Organização Mundial de Saúde) emitiu um alerta mundial informando que a doença está se tornando cada vez mais difícil de tratar por sua crescente resistência aos antibióticos .

“O estudo vai começar no início de 2018 e deve ser concluído em 2020. Além do Brasil, farão parte desta iniciativa outros países como a África do Sul, o Quênia e a Tailândia, explicou o diretor da Global Antibioti R&D Partnership, Manica Balasegaram. Ele destacou ainda que a gonorreia resistente não é um problema que afeta somente os países pobres ou em desenvolvimento, mas sim todo mundo.

Segundo a diretora do Departamento, Adele Benzaken, o gonococo ainda não é resistente a última opção de tratamento (ceftriaxona e cefixima) no Brasil, como já o é outros países. “É muito importante que o nosso país participe desse estudo para que possamos estar um passo à frente, antes que isso aconteça."

A gonorreia é uma infecção que pode afetar os órgãos genitais, o reto e a garganta. É transmitida durante a relação sexual sem proteção por via oral, anal e vaginal. De acordo com a OMS, as complicações afetam muito mais as mulheres, que se expõem, em particular, a um risco de doença inflamatória pélvica, a uma gravidez extrauterina, à esterilidade, assim como a um risco aumentado de infecção do vírus HIV".

No Brasil, estima-se que a prevalência da gonorreia na população de 15 a 49 anos seja de aproximadamente 1,4% e que a incidência na população em geral esteja em torno de 500 mil novos casos por ano.

 

Dica de entrevista

Assessoria de Imprensa do Departamento 

Tel.: (61) 3315-7665

 

Redação da Agência de Notícias da Aids

A Agência de Notícias da Aids cobre o 22º Congresso Mundial de Doenças Sexualmente Transmissíveis e HIV, 11º Congresso da Sociedade Brasileira de Doenças Sexualmente Transmissíveis e 7º Congresso Brasileiro de Aids com o apoio do Departamento de IST, HIV/Aids e Hepatites Virais e da 3 Albe.