Quinta-feira, 25 de Maio de 2017

 
 
 


Assembleia Legislativa de São Paulo faz sessão solene em homenagem aos que lutam contra a LGBTfobia no estadoAssembleia Legislativa de São Paulo faz sessão solene em homenagem aos que lutam contra a LGBTfobia no estado

Personalidades foram homenageadas pelo trabalho a favor do direitos humanos

18/05/2017 – 15h30

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo realizou na noite dessa quarta-feira (17), no auditório Franco Montoro, um ato solene em homenagem às pessoas que lutam diariamente contra a LGBTfobia no estado. Proposto pelo deputado estadual Marco Vinholi (PSDB), em parceria com o deputado federal e secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro, o ato aconteceu em alusão ao Dia Internacional de Luta Contra a LGBTfobia, celebrado em 17 de maio. A cerimônia contou com a presença de políticos, empresários, artistas e representantes de movimentos sociais.

"Hoje não é um dia festivo, o ato é de luta, todos os dias a população LGBT [Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais] sofre preconceito. Só em 2017, segundo o Grupo Gay da Bahia, 117 pessoas foram assassinadas no Brasil devido à homofobia. É um assassinato a cada 25 horas. Não podemos mais fechar os olhos", disse o deputado Marco Vinholi.

O prefeito reeleito de Lins, o professor Edgar de Souza (PSDB), esteve no ato e foi um dos homenageados. Ele é o primeiro prefeito assumidamente gay do Brasil. "Não podemos tolerar o ódio. Já avançamos na luta pela garantia dos direitos LGBTs, mas temos que caminhar ainda mais, os desafios são gigantescos. Hoje, luto pelas causas da humanidade, ser gay não me faz melhor ou pior do que ninguém" discursou Edgar.

Acompanhado da avó, de 85 anos, familiares e de uma caravana de Lins, no interior do estado, Edgar foi bastante aplaudido. Ele defendeu o amor como um bom ingrediente na luta contra o ódio, o racismo e a intolerância religiosa. "O amor é muito bonito, une as pessoas. Eu nunca cogitei esconder o meu companheiro dos eleitores ou jamais me candidataria. O político que esconde o amor pode ocultar coisas muito piores”, completou.

Além de Edgar, outras pessoas foram homenageadas, como o ativista Eduardo Barbosa, do Centro de Referência da Diversidade, o cantor Gê de Lima, compositor do Grajaú, a advogada Heloísa Gama Alves, da Comissão de Diversidade Sexual da OAB São Paulo, a jornalista Roseli Tardelli, diretora da Agência de Notícias da Aids, o Esquadrão das Drags, Maju Giorgi, fundadora do grupo Mães pela Diversidade, Cássio Rodrigo, coordenador de Políticas para Diversidade Sexual, o jornalista André Idalgo, CEO na Casa de Criadores e diretor artístico do Fashion Mob, Marcos Fernandes, presidente da Diversidade Tucana, entre outros.

Os homenageados receberam, das mãos de Marco Vinholi e Floriano Pesaro, uma placa comemorativa. “A ideia do ato é reconhecer o empenho de pessoas que dedicam suas vidas por uma sociedade sem preconceito e ódio. O combate à LGBTfobia é uma obrigação de qualquer um que tenha como princípio o respeito ao próximo e aos direitos humanos. Gosto de uma frase do Boaventura que diz: 'lutar pela igualdade sempre que as diferenças nos discriminam e lutar pelas diferenças sempre que a igualdade nos descaracteriza'. Este é o máximo de uma civilização, temos de conviver ou coexistir de forma pacifica e harmoniosa, a partir do respeito", disse o secretário Floriano Pesaro.

Floriano acredita que "o preconceito está ligado à ignorância e à falta de conhecimento. A luta contra a LGBTfobia não é fácil. É pelas causas humanas e por um país menos machista, racista e homofóbico. Precisamos cada vez mais de políticas públicas de garantia de direitos."

A coordenadora do Programa Estadual de DST/Aids, Maria Clara Gianna, esteve no evento e parabenizou os homenageados. "As pessoas que receberam as placas fazem a diferença no estado de São Paulo. Precisamos de mais iniciativas na luta contra o preconceito."

Cássio Rodrigo afirmou que os atos de 17 de maio também são uma forma do governo dizer à sociedade que "respeitamos todas as orientações sexuais e identidade de gênero. Este ano, o Museu da Diversidade completa cinco anos. Além disso, a Secretaria de Cultura, mesmo em ano de crise, abriu edital de fomento às paradas LGBTs do estado."

Durante o evento, o cantor Gê de Lima exibiu o clipe da música “Fotografia”. A canção fala de amor e o filme termina com um beijo gay entre dois homens negros. 

Prestigiaram o evento: o deputado Pedro Tobias, presidente Estadual do PSDB, os deputados Coronel Telhada e Ramalho da Construção e a vereadora Adriana Ramalho.

Confira algumas fotos do evento:

Roseli Tardelli e a equipe estiveram na sessão solene neste Dia Internacional de Combate à LGBTfobia

Prefeito de Lins, Edgar de Souza, foi um dos escolhidos pela luta a favor do direitos humanos

Sissi Girl, Maria Hiroko, Andy, Eduardo Barbosa, Dindry Buck e Maria Clara Gianna. Todos comemorando a premiação

Majú e Leila Batista, do Coletivo Mães Pela Diversidade, posam para foto ao lado do secretário Floriano Pesaro e do deputado Marco Vinholi 

Cássio Rodrigo é um dos homenageados

O secretário Pesaro e o cantor Gê de Lima, do Grajaú

Roseli Tardelli foi homenageada pelo trabalho que desenvolve há 14 anos na luta contra a aids e a favor do direitos humanos

 

Dica de entrevista

Assessoria de Imprensa Floriano Pesaro

Tel.: (11) 2763-8000

Talita Martins (talita@agenciaaids.com.br)